06/08/2013

O que de melhor a vida tem pra oferecer...




“Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo”.   (1Coríntios 6:18)



Como é possível que uma das melhores coisas que Deus criou seja utilizada de forma tão mesquinha e egoísta?

Uma das coisas mais maravilhosas com a qual Deus nos presenteou é o sexo. É bom, prazeroso, foi criado por Deus e, de acordo com as Escrituras tem um momento certo para acontecer. Mas nesses tempos pós-modernos onde a ideologia da revolução sexual se torna mais verdade que a Verdade Sagrada, o sexo vem perdendo o sentido estabelecido por Deus. Ao invés de de fazer com que as almas se confundam e estabeleçam uma ligação até mesmo espiritual com a outra pessoa, ao invés de fazer com que duas pessoas se tornem uma só carne, toda a beleza da relação sexual vem sendo substituída por uma mera troca de prazeres.

Todos os dias bilhões de vídeos pornográficos circulam pela internet. O numero de divórcios aumenta assustadoramente. Gravidez indesejada, abortos, DST’s, AIDS e muitas outras consequências do sexo fora dos padrões estabelecidos por Deus se agigantam e, apesar dos inúmeros esforços para combatê-las, o homem que se diz auto suficiente e por isso não precisa das regras do Criador nem chega perto de superá-las. Deus diz que todos nós pecamos, mas o seu desejo é que não permitamos que nossas vidas sejam reinadas pela imoralidade sexual, pela impureza, pela luxúria e etc.

Deus deseja fazer parte da vida de cada um de nós e ter um relacionamento bem próximo conosco; nos guiar segundo o que é certo perante Ele, e, assim, fazer com que experimentamos o que Jesus descreve como uma “vida mais abundante” repleta de amor, prazer, paz, paciência, bondade e autocontrole. 

O amor de Deus é tão valioso e extraordinário que reflete nos nossos relacionamentos com os outros. O amor dele nos afeta de tal maneira que passamos a amar e tratar aos outros com respeito, não de maneira egoísta muito menos como algo descartável ou uma mera fonte de prazer.

Diante disso gostaria de te convidar a orar:

  • Para que mantenhamos nossos corpos puros, porque ele é o templo do Espírito Santo...
  • Para que Deus nos dê forças para fugir da imoralidade sexual...
  • Para que a gente viva uma vida santa e honrosa, tendo domínio do nosso próprio corpo...
  • Para que sejamos testemunhos vivos do que Deus pode fazer. Seja em nosso campus, trabalho, família, igreja... 

“A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenha-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o seu próprio corpo de maneira santa e honrosa, não dominado pela paixão de desejos desenfreados, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas essas práticas, como já lhes dissemos e asseguramos”.
(1Tessalonicenses 4:3-6)                                                                                     

0 comentários:

Postar um comentário